Quantidade de leitores do nosso Feed

Receba nossas novidades digitando e cadastrando seu e-mail:


1 usuário navegando nesta página. Usuários: , 1 visitante,

Página 188 de 192« Primeira...184185186187188189190191192

Para ver e rever com atenção plena

Recomendamos o DVD  “PODER ALÉM DA VIDA” (2006) – capa à esquerda. O título original do filme é “Peaceful Warrior“, baseado no livro semi-autobiográficoO Caminho do Guerreiro Pacífico – um livro que modifica vidas” – escrito por Dan Millman e lançado pela Editora Pensamento. É dirigido pelo californiano Victor Salva, que também dirigiu o especial filme “Energia Pura”(1995). 
Baseado em fatos reais, Dan Millman conta um pouco de sua história como um ginasta norte-americano, que conheceu um misterioso “Sócrates” (interpretado por Nick Nolte – que fez “O Príncipe das Marés” -1991), que ajudou-o a abrir seu coração para outras realidades, quando Dan se preparava para as Olimpíadas e sofreu um grave acidente de trânsito. Os diálogos do “mestre Sócrates” com Dan são ensinamentos de transformação interior, que muito têm da filosofia budista e pode ajudar todo aquele que busca o autoconhecimento seguido de autotransformação. Portanto, um filme para ser visto e revisto devagar, sozinho ou em em grupo. por causa dos muitos toques conscienciais, dentro de seus 120 minutos de duração. O Poder de que trata o filme é totalmente dentro da Vida e não Além. Assista ao trailer aqui.
    Postado em Diversos | Seja o(a) primeiro(a) a comentar | 1.312 visualizações

    1º mês de aniversário

    Amigos,

    Há um mês que está na rede nosso Blog.
    Recentemente, pus uma novidade nele:
    Do lado direito, onde há “MARCADORES” (abaixo de “Seguidores”), é possível clicar no assunto que lhe interessar e lê-los.
    Agradeço o incentivo recebido por aqueles que visitam e se cadastram como “seguidores”. Portanto, grato a Tom Trajano, Hugo Mendonça, Romualdo, Têca Barbosa, Vera Loiola, Olavo Junior, Rosângela Aguiar, Ivanília Timbó, Walewska Picanço, Solange Bastos, Pedro Carlos, Alessandra Lautenschlager, Raimundo Santos, Ana Cristina, Roberto Melo, Vanessa Loiola, Fabio Lima e Meyre Sales.
    Fiquei feliz pelos comentários feito por Joana Angélica, Luana, Paulo Afonso, Tom, Solange, Romualdo e Matheus. Inclusive, os feitos pela Áurea no e-grupo. Confesso-lhes que “alegria de blogueiro é ver o ‘fidibequi’ dos que acessam e deixam comentários”. Plagiando a propaganda do Gelol, “não basta visitar, tem que comentar” (se tiver vontade, claro)…rsrsrsrsrs…
    Namastê!
    (O Divino que habita em mim saúda e reverencia o Divino que habita em você!)

      Postado em Diversos | 2 Comentários | 4.586 visualizações

      Exercício da semana

      Amigos,

      O tema exposto na noite de ontem pelo querido Nonato foi sobre o não-julgamento. Assim, o nosso Tom propôs para todos dias desta semana:
      “Todos os dias ao acordar, antes de levantar da cama, assumir o propósito de não julgar, não condenar e nem punir o outro. Nem mesmo, fazer comentários nocivos, do tipo “fofocas”.
      E, ao final do dia, antes de deitar para dormir, rever o dia tentando identificar se foi fiel ao propósito assumido no início do dia. Caso tenha sido, veja como se sente. Se não, veja como se sente e, sem se condenar, comprometa-se a fazer o exercício no dia seguinte.
      Perdoe-se.”
      ————————————————————————————————-
      Este exercício é mui rico pro nosso crescimento. Disse “nosso”, porque estamos nos dirigindo a todos, mas em verdade é INDIVIDUAL, embora estejamos existencialmente cercados e nos acercando de pessoas. A resolução de crescer espiritualmente é INTERNA e ninguém pode fazê-lo por você.
      E falando de não-julgar, observemos que:
      Quando uma pessoa identifica as falhas de outrem, julga-o condenando e tem extrema dificuldade em perdoar,
      há uma tendência em ser implacável consigo próprio, quando tropeça na caminhada. E vice-versa: quem costuma não se perdoar, dificilmente tem flexibilidade para perdoar a outrem.
      Portanto, observemos…e experimentemos implementar o treino proposto para o nosso Ser e…observemos. Paz e Bem!
        Postado em Diversos | Seja o(a) primeiro(a) a comentar | 1.213 visualizações

        Mulher, Feliz Dia!

        Amigos,

        A notícia abaixo retirei do caderno “Zoeira”, do Jornal Diário do Nordeste:
        “Projeto SESC Convida: Programação Especial Dia Internacional da Mulher apresenta o show “Feminina” com a cantora Joana Angélica, todas as sextas, no Teatro Sesc Emiliano Queiroz. Grátis.
        Maiores informações: Teatro Sesc Emiliano Queiroz (Av. Duque de Caxias, 1701). 3452.9066.”
        Ou seja, são 4 oportunidades para assisti-la neste mês de Março: nas noites de Sextas-feiras 06, 13, 20 e 27. O repertório é temático com músicas famosas da MPB que falam da alma feminina. Além de cantora com 2 CDs gravados (“Palavras” – 2002 – e “Cantando coisas de cá”- 2008), Joana Angélica é professora e participante de nosso Grupo.

        Curiosidade 01: Emiliano de Guimarães Queiroz é ator talentoso, cearense de Aracati, em 1°/01/1938. Seu papel de maior repercussão na tevê foi como “Dirceu Borboleta”, na 1ª novela em cores: “O Bem-Amado” (1973) – Rede Globo.
        Curiosidade 02: O TEATRO SESC EMILIANO QUEIROZ tem 184 lugares, serviços de recepção e bilheteria e caixa cênica com infra-estrutura apropriada a espetáculos de teatro, dança e música.
          Postado em Diversos | Seja o(a) primeiro(a) a comentar | 1.139 visualizações

          Palestra de hoje

          Palestra de hoje no nosso Grupo:

          ‘NÃO JULGUEIS PARA NÃO SERDES JULGADOS – ATIRE A PRIMEIRA PEDRA AQUELE QUE ESTIVER SEM PECADO”, com NONATO ALBUQUERQUE, a partir das 19h30min.

          Lembramos que a partir das 18h30min, acontece o grupo de estudos de “O Livro dos Espíritos”. Este grupo é aberto e não tem pressa para discutir as 1.019 questões do clássico livro. É só chegar e participar!
          Namastê!

            Postado em Diversos | Seja o(a) primeiro(a) a comentar | 2.244 visualizações

            Cinderela segundo Aparecida

            Amigos,

            Já falei aqui da Profª. Maria Aparecida Martins . Certa vez, estava em seu site e li sua contação da estória de Cinderela e gostei muito porque ao final tem um exercício prático, do jeito que gostamos. Sugerimos que façam a atividade proposta e comentem o que acharam. Abraços de todo coração! 

            “Toda criança tem uma fada madrinha que a acompanha desde que nasce. Cinderela descobriu isso logo cedo. Ela sabia que a fada falava com ela através do seu coração. A menina prestava muita atenção quando ela dizia: 

            —Cinderela! Gostoso mesmo de verdade, é a gente ser feliz, ter alegria no coração na hora de brincar, trabalhar e aprender, ter alegria no coração na hora de fazer qualquer coisa.

            Outras vezes ela perguntava para a menina:

             

            —Você sabe do que você gosta? Sabe! Porque gostar, faz bem para tudo. Quem gosta está sempre contente, o corpo tem mais saúde; inventa brincadeira nova.

            Cinderela registrava tudo. E cada vez mais confiava em sua madrinha, porque percebia que era tudo verdade. Percebia também que não era todo mundo que ouvia a própria fada madrinha. Quando conversava com sua madrasta e suas duas filhas, via que elas não pensavam igual. Não gostavam de cuidar da casa, de trabalhar – e quem não trabalha não desenvolve a inteligência, vai limitando o pensar, a capacidade de achar soluções. Fica com a idéia fraca.

            Ficavam bravas por qualquer coisa, pois não sabiam achar o lado bom dos acontecimentos. Isto é importantíssimo, observar bem e descobrir o lado bom do que nos acontece. Se a gente procurar, a gente acha. E com esse negócio de ficarem bravas toda hora, começaram a ficar feias, muito feias. Achavam que se pusessem vestidos bonitos, ricamente bordados, era o suficiente. Mas como isso não é verdade, quando elas punham um vestido novo, o vestido é que ficava feio ao invés delas ficarem bonitas.

            E chegou o dia que haveria um grande baile no lugar que elas moravam. O príncipe iria escolher uma noiva neste baile.

            Imaginem aquelas duas filhas da madrasta, ficaram louquinhas, a pensar no vestido que iriam usar.

            Cinderela não tinha vestido para ir ao baile. A madrasta só comprava vestidos novos para suas filhas. Embora quisesse muito ir, Cinderela não tinha como. Resolveu ficar bem quieta e ver se sua fada madrinha falaria alguma coisa. Para sua surpresa a fada apareceu bem na sua frente, dizendo-lhe:

             

            —Alegre-se e prepare-se para ir também ao baile, linda menina. Em primeiro lugar vista o seu mais bonito sorriso.

            Enquanto isso a fada transformou o vestido de Cinderela num maravilhoso vestido de baile.

            Quando Cinderela chegou ao baile foi um arraso…

            O príncipe não quis dançar com nenhuma outra moça só com ela. As outras moças estavam bem arrumadas, mas tinham um jeito…umas de mandonas… outras de sem paciência…Ele não gostou.

            Ele gostou de Cinderela, porque ela tinha cara de quem andava de bem com a vida. E o príncipe que não era bobo, ouvia a fada madrinha dele, escolheu rapidinho Cinderela como sua noiva.

            E como ele conhecia aquela outra estória bem parecida com esta, mandou que fechasse os portões do castelo antes da meia-noite, para que não houvesse fujões e nem sapatinho de cristal caído pelas escadarias de seu palácio.

            E foi feliz com Cinderela, porque ela também gostou muito dele.”

            Atividade:

            Leia novamente a estória substituindo a palavra “fada” e seu adjetivo “madrinha” pela palavra “sentimento” ou “alma”.

            Cinderela prezava os valores da alma. A madrasta e as filhas estavam envolvidas com a vida material. 

            Cada uma estava no seu momento de vida… assim como nós.

            ———————————————————————————————–

            Particularmente, gostei de ver que na releitura a “fada” não está fora e sim dentro de cada um de nós. É por essas e outras que admiro a forma da “Tia Cida” nos dar recados prá alma. Namastê!

              Postado em Diversos | 2 Comentários | 2.537 visualizações

              Ótimas companhias: os livros


              01. O CAVALEIRO PRESO NA ARMADURA – “Uma fábula para quem busca a Trilha da Verdade”, de Robert Fisher, Editora Record, 102p.

              Podendo ser lido num fôlego só, o livro cativa por trazer muita sabedoria de vida, a partir do protagonista – o Cavaleiro – que representa qualquer um de nós. A estória funciona como uma orientação para jovens e adultos que acabam se distanciando de si mesmo, da família e dos amigos, seja por estabelecerem prioridades externas ou por não saberem como demonstrar os sentimentos, relegados ao esquecimento. Aponta a busca de nosso Eu, esquecido no tempo, e a necessidade de percorrermos a Trilha da Verdade, rumo ao autoconhecimento, de volta para casa, a nossa verdadeira essência.

              02. A RODA DA VIDAMemórias do Viver e do Morrer, da Drª. ELISABETH KüBLER-ROSS, Ed. Sextante, 313p.

              Psiquiatra suíça, Kübler-Ross esteve na Terra, de Zurique (1926) ao Arizona/EUA (2004). O livro é sua autobiografia, que se lê como um romance. Escrita com franqueza e entusiasmo, a história dela é uma aventura do coração, vigorosa, inspiradora, um legado à altura de uma vida extraordinária. Eis alguns trechos do capítulo final:
              “…Todas as pessoas vêm da mesma fonte e retornam à mesma fonte.

              – Todos precisamos aprender a amar e ser amados incondicionalmente.
              – Todas as dificuldades por que passamos na vida, todas as tribulações e pesadelos, todas as coisas que vemos como castigo de Deus, são na realidade como dádivas. São uma oportunidade para crescer, que é a única finalidade da vida.
              – Não podemos amar o mundo sem nos amarmos primeiro.
              – Devemos viver verdadeiramente até a hora da morte.
              – Ninguém morre sozinho.
              – Todos são amados além do que são capazes de compreender.
              – Todos são abençoados e guiados.
              É muito importante que você faça apenas aquilo que gosta de fazer. Pode ser pobre, pode estar passando fome, pode estar morando num lugar miserável, mas estará vivendo integralmente. E, no fim de seus dias, abençoará sua vida porque fez o que veio fazer no mundo.
              A lição mais difícil é o amor incondicional.

              03. “DOUTRINA ESPÍRITA PARA PRINCIPIANTES – Introdução ao estudo da Doutrina que ilumina consciências e consola corações”, organizado pelo peruano Luis Hu Rivas , Editora CEI, com 156 páginas de papel couchê.
              A Doutrina Espírita –
              lançada em 1857, com o lançamento de “O Livro dos Espíritos”, por Allan Kardec – ajuda o ser humano a compreender as respostas ao “Quem sou?”,”De onde venho?”, “Para onde vou?”, “Por que a dor e o sofrimento?”, “Como ser feliz?” e a outras indagações.
              Alguns neologismos (palavras novas, especialmente criadas para designar algo novo) podem dificultar o entendimento
              dos leitores solitários, no primeiro contato com a Doutrina Espírita.
              Contendo mais de 300 ilustrações (inclusive, fotos de filmes famosos), o autor dividiu os textos em 8 capítulos (
              “A Doutrina Espírita”, “A Codificação”, “Deus”, “Imortalidade da Alma”, “Reencarnação”, “Leis Morais e Aspectos Diversos”, “Mediunidade” e”Obsessão e Passes“), conforme estão seqüenciados em “O Livro dos Espíritos”. Há também textos anexos que destacam a importância dos grupos espíritas e o crescimento da Doutrina, no Brasil e no mundo.
              Portanto, esta obra é uma excelente introdução para quem quer entender mais facilmente todos os livros clássicos, codificados por Kardec, no Século XIX.
              Em Fortaleza, quem quiser adquirir o seu, encomende-o ao nosso irmão livreiro Raimundo Santos, pelo e-mail:
              rnsce2003@yahoo.com.br

                Postado em Diversos | Seja o(a) primeiro(a) a comentar | 1.503 visualizações

                Página 188 de 192« Primeira...184185186187188189190191192