Quantidade de leitores do nosso Feed

Receba nossas novidades digitando e cadastrando seu e-mail:


1 usuário navegando nesta página. Usuários: , 1 visitante,

Filme a favor da Vida

blood moneyA partir de que momento a alma (com todo seu histórico passado e projetos para o futuro na dimensão física) anima o corpo? O feto é apenas um amontoado de carne cuja permissão para existir ou não é de alçada apenas dos pais ou da mulher grávida?

Em 1860, os Espíritos que trouxeram a Doutrina compilada por Allan Kardec (1804-1869) afirmam que a ligação do Espírito com seu corpo começa no momento da concepção. (Ver questões 344 e seguintes de O Livro dos Espíritos). Portanto, independentemente do número de dias de uma gestação, um óvulo fecundado é vitalizado por um Espírito que preside à formação do corpo. Este ser estava no campo eletromagnético da mulher. O ato sexual foi a oportunidade do Espírito necessitado retornar ao mundo físico para continuar seu desenvolvimento, a partir do ponto em que ficou na sua encarnação anterior.

Seja ao longo do Século XX, através da psicografia de Chico Xavier (1910-2002), bem como até os albores do Século XXI, médiuns como Divaldo Franco trazem mensagens de instrutores espirituais diversos confirmando que é no instante da fecundação um Espírito inicia seu processo de retorno ao plano físico, bem como revelam que a vinculação entre o reencarnante e seus pais é baseada em laços anteriores

Além disso, na maioria dos casos,  houve uma consciente aquiescência espiritual do trio participante – um que pede para voltar por necessidade evolutiva e dois que aceitam recebê-lo, por compromisso com a Lei do Amor. Ou seja, para o Espiritismo, quando não houver risco à saúde da gestante, o ataque ao feto é um gesto onde o egoísmo dos adultos fala mais alto, ante a vulnerabilidade da vítima e sua total incapacidade para se defender.  A Doutrina Espírita relembra a necessidade de vivermos a Lei de Amor e fazermos escolhas que nos harmonizem com as Leis Divinas. Precisamos refletir bastante sobre o tema e estar atentos ao respeito à Vida, a tratar o outro como gostaria de ser tratado. Enfim, que outras alternativas se tem (ou podemos criar) quando a vinda de um ser tida como indesejada???

Está chegando em Fortaleza, no cinema Centerplex Via Sul – Sala 05 – às 12h05 e 13h45, o filme “Blood Money – Aborto Legalizado“, com 75min de duração. O documentário foi produzido nos EUA e lançado lá em maio/2010, como “Bloodmoney – The Business of Abortion“, com 5 minutos a mais que na versão brasileira, é narrado pela Drª. Alveda King, sobrinha de Martin Luther King.

O filme expõe a verdade por trás do holocausto do aborto e tem um olhar bem abrangente para o negócio do aborto, a partir da perspectiva a favor da Vida. Nos EUA, são perpetrados 3.500 abortos por dia. São 105 mil por mês.  São um milhão e 260 mil abortos a cada ano, praticados legalmente, aos olhos das leis humanas. Passa ao largo quem estaria lucrando com essa indústria legalizada do desrespeito ao direito daqueles que planejaram retornar para se desenvolverem e com eles também o planeta.

Abaixo, o cartaz norte-americano e o trailer legendado em português.

blood-money

    This entry was posted in Dica de filme and tagged , , , , . Bookmark the permalink. 1.719 visualizações.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Postagens relacionadas